Casais empreendedores mostram que amor e negócios podem andar juntos
10/06/2019 10:58 em Novidades

Foto: Divulgação

Cumplicidade e objetivos comuns contribuem para o sucesso das atividades

Unidos pelo amor, pelo trabalho e pelo açaí. Assim pode ser chamada a história de dois casais empreendedores de Montes Claros, no Norte de Minas. Camila e Luiz Felippe e Andreza e Lucas são exemplos de casais que decidiram empreender e provam que amor e negócios podem andar juntos e gerar bons resultados.  Eles receberam orientação do Sebrae Minas, principalmente no início das atividades e alavancaram seus negócios.

Com dois anos de namoro, Camila Araújo Rocha, 28,  e Luiz Felippe  Araújo, 26,  tinham em comum o gosto pelo açaí. De tanto saírem juntos para tomar o suco da fruta, decidiram abrir um negócio. Assim nasceu a Central do Açaí, localizada na Vila Campos, na região do Grande Maracanã.  “No início eu não queria muito, mas acabei mudando de ideia. Começamos apenas como delivery, mas, com o crescimento das vendas, hoje, atendemos na loja também. Não é fácil conciliar a vida a dois e o negócio. Trabalhamos de terça-feira a domingo e, muitas vezes abrimos mãos do lazer em prol da empresa. Sempre damos um jeito para que o trabalho não atrapalhe nossa relação, e tem dado muito certo”, ressalta Camila.

Quando o assunto é quem manda no negócio, Luiz Felippe diz com bom humor que a última palavra é sempre a dele: “Sim senhora”. Brincadeira à parte, ele destaca que, assim como no namoro, no negócio tudo é decido em comum acordo. “Temos uma relação afetiva muito boa e buscamos sempre compreender um ao outro. Às vezes temos pontos de vistas diferentes, mas tentamos ser profissionais e deixamos as diferenças de lado. Tomamos todas as decisões juntos”, conta.

 Harmonia

O roxo do açaí é a cor que também embala a história do casal empreendedor Andreza Marques de Oliveira Xavier, 32, e Lucas Xavier Alves, 31. Casados há 11 anos, há três anos decidiram abrir um negócio juntos, após ficarem desempregados, surgindo, assim, a Sensação Sorvetes e Açaí.

Para Andreza, o fato de trabalharem juntos não atrapalha a relação. “Temos nossos momentos de explosão, de carinho e de tristezas. A diferença é que temos de administrar isso o tempo todo. A gente se conhece muito bem e sabe como cada um está. E, independentemente de ser assunto de trabalho ou pessoal, nos respeitamos muito e sempre tentamos resolver as coisas com muito diálogo. Sabemos separar “a hora do casal homem e mulher”, e a “hora do casal de negócios”. Eu acho gostoso a forma que vivemos. Dá para conciliar os dois momentos sem desgastar o relacionamento”, afirma.

 Andreza admite que é “mais fácil” tratar das atribuições do empreendimento do que tratar as questões da vida cotidiana do casal. “É muito mais fácil administrar um negócio. O trabalho é uma coisa fixa que a gente consegue planejar e executar, não tem o lado emocional envolvido. Já a vida a dois tem toda uma carga emotiva. Temos que ceder em vários pontos, tentar agradar um ao outro. Nos negócios somos mais racionais, mas os dois me trazem muita felicidade”, diz a microempreendedora.

O companheiro e sócio Lucas reforça que a convivência, praticamente 24 horas juntos, não interfere na vida empresarial. “No nosso caso até ajuda. Lógico que às vezes tem um estresse, mas é coisa normal. Fizemos um pacto de sempre tomar decisões juntos, seja no casamento ou no trabalho. Isso nos fez crescer muito. O que der certo ou errado, fomos nós que decidimos, não tem essa de um ser o culpado”, enfatiza.

O empreendimento de Andreza e Lucas está em expansão. A loja que funcionava em um ambiente pequeno, no bairro Independência, não estava comportando a clientela e, na última semana, o casal inaugurou um novo local, onde oferece mais espaço e conforto aos clientes.

Dicas para conciliar negócio e o relacionamento

O consultor de marketing do Sebrae Minas Gilmar Chagas dá algumas dicas para aqueles que, além do amor, querem dividir também os negócios e empreender.

  • Afinidade – É fundamental que ambos gostem do mesmo ramo de atividade
  • Empatia – Os dois precisam estar na mesma sintonia, entender e respeitar o momento um do outro
  • Foco – Ambos têm que ter o mesmo objetivo e dividir funções e responsabilidades
  • Planejamento – O casal precisa planejar junto, para que lá na frente cada um saiba como vai agir, tanto no negócio quanto na vida afetiva
  • Brinde o sucesso – Sempre que alcançar um resultado positivo é importante que o casal comemore junto. Isso revigora a relação pessoal e profissional
  • Evite a rotina – Ficar muito tempo junto é bom, mas pode ser desgastante. Evite que negócio os sufoque e tenha sempre aquele momento a dois
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!