Projeto social atende cerca de 200 crianças e adolescentes com deficiência intelectual na APAE Montes Claros
23/07/2018 07:57 em Música

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE Montes Claros, em parceria com o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente - CMDCA e o Fundo da Infância e do Adolescente – FIA, mantém o projeto “Sons e Tons: uma melodia apaixonante”, cujo objetivo é desenvolver potenciais, despertar canais de comunicação e restaurar funções das crianças e adolescentes, a fim de alcançar uma melhor qualidade de vida através da musicalização.

            O projeto funciona todos os dias no período matutino e vespertino, na própria instituição, com horário e oficineiro específico. As aulas são divididas em teóricas (didáticas) e práticas (oficinas). A supervisora administrativa da APAE Montes Claros, Maria Cleine Gomes, explica como funciona as atividades e o desenvolvimento do projeto. “Durante as aulas, o profissional faz uma avaliação das habilidades de cada assistido e a partir disso define o método e instrumento para a execução das atividades, levando em consideração as especificidades das pessoas com deficiência. Além disso, a equipe de assistência e o monitor da instituição acompanham os procedimentos”, ressaltou Cleine.

            Crianças e adolescentes com deficiência intelectual e múltipla assistidos pela APAE são o público alvo do projeto. Dessa forma, a presidente da APAE Montes Claros, Eliete Veloso Santos, destaca a necessidade de desenvolver o projeto como alicerce no compromisso da instituição em viabilizar os direitos e prestar assistência necessária para garantir o pleno exercício da cidadania da população deficiente. “São mais de 200 jovens assistidos, visando proporcionar novas experiências na realização de trabalhos artísticos promovendo o desenvolvimento de habilidades, criatividade e cidadania. A nossa finalidade é proporcionar novos aprendizados e estimular novas conquistas à essas crianças e adolescentes e isso é muito gratificante”, disse Eliete.

            Para Ary Cleyton, professor que ministra as aulas do projeto, é uma oportunidade ver o crescimento de cada participante. “Os métodos que utilizamos durante as aulas buscam estimular a memória, a atenção, a concentração e o aprendizado dos assistidos da APAE, e eles correspondem positivamente a essas atividades. É visível como esse projeto colabora para o crescimento pessoal de cada aluno”, afirmou Cleyton.

            Além da melhoria da qualidade de vida física, mental e social das crianças e adolescentes da APAE Montes Claros, o projeto proporciona o envolvimento social dos jovens através de apresentações em eventos e maior vínculo comunitário.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!