31º Psiu Poético - Confira a programação dessa segunda-feira
09/10/2017 - 8h43 em Novidades

Com informações da Secom Montes Claros

 

A 31ª edição do Psiu Poético, o maior salão de poesias do Brasil, está espalhando arte e literatura por toda Montes Claros, até o dia 12 de outubro e mostrando uma nova postura da administração, valorizando o povo e sua arte.  

Nesta segunda-feira, 9, as atividades do Psiu começam cedo, a partir das 9 horas, com o Projeto Poesia Circular, que vai visitar a Escola Estadual Clóvis Salgado. O Poesia Circular promove o encontro entre os poetas da cidade e os estudantes, através de recitais. O projeto tem, ao longo dos anos, mostrado para os estudantes que a poesia não é uma coisa chata, distante, mas é algo que pode fazer parte da vida de todos nós. O resultado é que muitos desses estudantes hoje são graduados e pós-graduados em Letras, sendo que alguns até mesmo se tornaram poetas.

 

Às 15 horas, o Centro Cultural Hermes de Paula recebe palestras sobre as obras que cairão na 3ª etapa do PAES: Tremor de terra, de Luís Vilela, A casa das palavras, de Marina Colassanti, O melhor da crônica brasileira, editora José Olympio, Sinestesia versus vida, de Edson Andrade, O carteiro e o poeta, filme dirigido por Michael Radford.

 

Às 19 horas, também no Centro Cultural, é a vez do “Cinepoesia” trazer alguns  vídeos e curtas: Sertão Virtual: Identidade e Tecnologia, documentário de Auiri Tiago e Brunno Souto; O Fiasco da Fala, dirigido por Ronaldo Goc; e Montes Claros Sagrado e Profano, de Adilson Cardoso.

 

Às 20 horas, no mesmo local, acontecem os lançamentos dos livros Rosarium, de Márcio Adriano Moraes, e Caçador e Pescador em Desafio, de Jason de Morais. Depois dos lançamentos, as performances poético-musicais de Tailine Fernandes, Beto Alves, Samuel Pereira & Aroldo Pereira (O Poeta é a Mãe),  Holossoma (Rock Autoral) e Cevisa Harmonia (Giranda do Amor Girar) fecham a noite.

 

PSIU POÉTICO - O Salão Nacional de Poesia Psiu Poético não é um concurso, nem tem como propósito premiar o primeiro lugar de cada categoria. Seu princípio básico é celebrar a poesia, promover o encontro de poetas, escritores e artistas de todos os lugares, abrindo espaço para os novos e jovens poetas ocuparem espaços, podendo conhecer, discutir e apresentar a produção poética contemporânea para um público amplo de estudantes, educadores, leitores, escritores e demais apaixonados pela experiência poética. Durante a programação a poesia é levada a vários locais da cidade e, a cada versão do projeto, seis poetas são homenageados, o que vem contribuindo com a discussão e evolução da arte poética brasileira. O Salão acontece desde 1987, sendo considerado o maior evento do gênero no país.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!