TRAGÉDIA EM JANAÚBA - 11ª Região Integrada de Segurança Pública coordenada operação de apoio às vítimas
06/10/2017 - 10h01 em Novidades

Nota oficial divulgada na manhã de hoje pela Ascom da Polícia Militar/Foto: G1 Grande Minas

 

Em data de ontem, 05/10/2017, por volta das 09h30, as instituições Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar foram acionados para comparecer no Centro Municipal Infantil “Gente Inocente” situado no bairro Rio Novo (Janaúba/MG), onde estaria ocorrendo um incêndio, e que algumas crianças, entre 4 e 6 anos de idade, haviam sido atingidas pelo fogo.

Foi instalado no Hospital FUNDAJAN, o SISTEMA DE COMANDO EM OPERAÇÕES (SCO), com COMANDO UNIFICADO composto por representantes das Instituições envolvidas na gestão da crise.

Assim que foi informado do fato, o Comando da 11ª RISP, composto pelos Comandantes Regionais da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e do Chefe do 11º Departamento de Polícia Civil encaminhou, por meio da Polícia Militar, de pronto, a aeronave “Pégasus” e médicos da PMMG em Montes Claros, à cidade de Janaúba, com equipe médica do SAMU/M. Claros. Simultaneamente houve o acionamento, também, do Governo do Estado de Minas Gerais que, sensibilizado, autorizou os deslocamentos de 2 aeronaves “Arcanjo” do Corpo de Bombeiros e da aeronave “Carcará” da Polícia Civil.
De iniciativa, ainda, determinou o aluguel de duas aeronaves dotadas de UTI móvel, com deslocamento imediato de Belo Horizonte a Janaúba, para atendimento e traslado das vítimas, tendo, ainda, acionado o Hospital João XXIII, situado naquela Capital (referência nacional em atendimento de queimados), para recebimento dos casos mais gravosos.

Mais três aeronaves particulares (de empresários da região) também foram disponibilizadas para traslado de equipes médicas e vítimas, mediante contatos realizados pela Polícia Civil/M. Claros e Corpo de Bombeiros.

Assim que houve o deslocamento do reforço médico, o Comando da 11ª RISP compostos pelos Comandantes da PMMG, CBMMG e Chefe da PCMG, também se deslocaram à Janaúba a fim de acompanharem e auxiliarem, “in loco”, as ações de resgate.

De acordo com o relato da Diretora do Educandário, durante o registro da Ocorrência, havia aproximadamente 60 (sessenta) crianças no local, quando o autor D.S.S., 50 anos, o qual estaria afastado das funções de vigilante daquela creche por problemas psicológicos, chegou ao local munido de um balde azul, utilizado para colocar sorvete, que estava em uma bolsa, destampou-o e, como dentro havia gasolina, arremessou o líquido inflamável em várias crianças que estavam na creche, em si próprio e ateou fogo em seguida.

Na ação, há o registro do óbito de 05 crianças, todas com idades de 04 anos e não seis crianças como divulgado anteriormente.

Felizmente, por um erro de avaliação médica, uma criança do sexo feminino, C.D.G.D., de 04 anos, que estava em parada cardíaca, após sucessivas manobras de reanimação cardiopulmonar, foi reanimada.

Houve, ainda, óbito de dois adultos. O autor D.S.S., de 50 anos, com queimaduras em 100% do corpo e a professora da creche, H.A.S.B, de 43 anos com queimaduras em 90% do corpo. Totalizando 07 óbitos até o momento.

Foram transportadas, no aeromédico, 09 crianças para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte. Outras 19 crianças, com idades variando entre 01 e 06 anos, e 01 adulta de 23 anos, foram transportadas para Montes Claros, via aeromédico e terrestre.

Permanecem na cidade de Janaúba 02 vítimas do sexo feminino, professoras da creche, de 63 e 42 anos, com saída marcada para as 05h30 desta data (06/10/17), com destino ao Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Há, ainda, aproximadamente 42 pessoas, entre militares e vizinhos da creche, os quais participaram dos resgates das demais vítimas que também, necessitam de acompanhamento médico por haverem inalado fumaça tóxica e por terem apresentado, queimaduras de menor proporção (ocasionadas pelas ações de socorro). Dentre elas 12 crianças que estão em observação no Hospital Regional de Janaúba.

Devido à gravidade da ocorrência, o Exmo. Sr. Governador do Estado, Fernando Pimentel, aportou em Janaúba acompanhado de alguns Comandantes e Chefes das agências envolvidas, na tarde do dia 05/10, em solidariedade às vítimas e seus familiares e decretou luto oficial de 3 dias em todo o Estado de Minas Gerais.

 

 

Montes Claros/MG, 06 de outubro de 2017.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!